JA Rio de Janeiro lança o Desafio Fundação Casas Bahia

JA Rio de Janeiro lança o Desafio Fundação Casas Bahia

Estimular 3 mil jovens de todo o Brasil a criarem uma startup, por meio de um programa de aprendizagem prática, com a apresentação de conceitos e ferramentas que possibilitam o desenvolvimento de habilidades necessárias para transformar ideias em soluções. Esse é o objetivo do Desafio Fundação Casas Bahia, realizado em parceria com a JA Rio de Janeiro. A iniciativa faz parte de uma série de ações em comemoração aos 60 anos da Fundação Casas Bahia, expressão social do ecossistema da Via Varejo. 


A formação terá duração de cinco meses entre capacitação e seleção. Serão criadas 60 turmas, com 50 alunos cada e dessas turmas, os jovens serão organizados em equipes de até 5 participantes. No total, serão criadas 600 startups, ou equipes, sendo 60 selecionadas para a próxima fase até a seleção de três projetos que irão passar pelo programa de aceleração da Distrito, maior ecossistema independente de startups do Brasil.


Jovens de 15 a 24 anos que estejam cursando o ensino médio de escolas públicas, formados por escolas públicas, ou que não estejam estudando ou trabalhando, que tenham interesse pelo tema podem se inscrever pelo site: https://www.casasbahia.com.br/fundacao/desafio.aspx até o dia 31 de maio.

“A inclusão de jovens que também não estão estudando tem o objetivo de proporcionar a retomada do interesse nessa formação e para os jovens formados, o objetivo é oferecer um complemento e novas possibilidades dentro do empreendedorismo”, afirma Natalia Menezes, gerente de investimento social da Via Varejo. “Os interessados poderão se inscrever em equipes formadas ou individualmente, sendo a formação dos times realizada por nós”, explica.

Os jovens selecionados irão participar de uma Trilha de Inovação, contando com os programas O Futuro do Trabalho, JA Startup e duas oficinas focadas em modelagem de negócio e storytelling, onde terão a oportunidade de se conectar com as mudanças geradas pela Quarta Revolução Industrial e como isso impacta a nova economia, além de aplicar os novos conceitos e ferramentas no desenvolvimento de suas startups. 

Os encontros serão realizados de forma digital e serão divididos em dois momentos: aula e mentoria. Além dos encontros online todo o conteúdo do programa e as atividades serão disponibilizadas em uma plataforma de educação a distância. 

“O ensino de forma online, realmente encurta distância, promove a inclusão e pode ajudar a diminuir a desigualdade que vivemos em nosso país.” Conta Graziella Castilho, presidente da JA Rio de Janeiro. Para ela, o maior ganho do Desafio é a possibilidade de levar conteúdos de educação empreendedora para jovens em todo o território brasileiro, possibilitando um aprendizado que possivelmente não estaria acessível. “Com um desafio digital, conseguimos enriquecer ainda mais o projeto construído por jovens de regiões diferentes recebendo mentoria de voluntários de regiões também diferentes, agregando a interculturalidade, conhecimentos e experiências completamente distintas em um só lugar.” Complementa Graziella.

27.May


Deixe comentário